quinta-feira, 15 de outubro de 2009

????

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

O Universo das avós - Avolescencia!

Ela tem aquela garrafinha do beija-flor na entrada da sua casa, aqueles mensageiros de vento e vasos de todos os tamanhos e gostos em suas preteleiras, além de todos aqueles objetos bem característicos do mundo das avós.
Ela acorda cedo e sempre confere quem dormiu ou não no ninho ou se o ninho continua bagunçado, digo, os dos netos, e não os dos pássaros.
Ela gosta das emissoras sertanejas, e de todas as novelas globais, e mais, ela gosta que gostemos das mesmas novelas e músicas, afinal se não gostar, nada mudará, ela continuará cantando as músicas daquela maneira desafinada e contando-lhe os trechos das novelas.
Não posso deixar de fora deste universo tão próprio das avós um pequeno detalhe, ela sempre fala o nome de todas as netas antes de acertar o meu, quando acerta.
Ela sempre sabe:
Quem tocou a campaínha;
Quantas vezes o telefone tocou e quem estava do outro lado;
Ela sempre quer saber:
O salário da galera;
E o resultado das telesenas.

E como eu sei, quando ela quer saber alguma coisa?
Basta ler os sinais corporais.

Dona Izaura, finge ser um açucareiro. Como assim?
Ela coloca as duas mãozinhas na cintura (Como um açucareiro de louça), pára e fica só observando, até descobrir o que quer.

Mas alguma coisa muito divertida têm dominado o universo das avós. Isso chama-se 3ª Idade.
Ela sai de casa antes do sol irritar os olhos e na sacolinha da ótica ela carrega sua roupa de ginástica, ou o uniforme para o time de volei.
Ela sai para dançar e entra de fininho para ninguém saber a hora que ela voltou.

Ela está sempre com viagem agendada, com o biquini na mala e uma disposição de deixar qualquer um no chinelo.

Dona de um sotaque italiano inconfundível e uma teimosia irreparável, ela abriga no peito um coração enorme, as vezes até ingênuo demais.

Minha avó-lescente me fez acordar hoje e pensar:

Se eu não tenho uma sacolinha da ótica, não é sinal de que possuo uma capacidade visual maior que a dela, mas sim, que eu não faço ginástica e nem nenhum outro tipo de atividade física!

Será que demora muito para eu migrar para o universo das avós? Com quantos anos posso participar da 3ª Idade?

Como posso ser tão sedentária????

domingo, 4 de outubro de 2009

Saga de uma desempregada desesperada!



Ela já foi bailarina, a menina do comercial danoninho que nunca foi ao ar, a quase modelo que era baixinha para tirar o quase da frente e que começou a ser fotografada até que o fotógrafo desaparecesse com o seu book fotográfico... depois disso ela foi tudo, brincou de ser coelhinho da páscoa, foi saco de pancada do irmão, tentou tocar, costurar, confeitar, já esteve empregada, desempregada, fez um curso técnico muito reconhecido e depois de abandonar o diploma na gavetinha do criado mudo, ela descobriu que este certamente é capaz de programar sistemas muito mais complexos do que ela. Foi a mocinha do correio. E tudo isso era completamente compreensível já que ela nem falava inglês.
Fez orgulhosamente parte da massa universitária, e fez inflar o ego dos pais quando recebeu o canudo, depois de tanto esforço. Ela tentou outras linguas, mas investiu mesmo foi no inglês, foi a teacher, a filha, a neta,a amiga, a namorada, a irmã e agora é a quase tia.
Depois de passar dias e dias acostumando com a gordisse, malhando apenas os dedos, diariamente enviando seu currículo para todas as empresas prováveis e improváveis enquanto saboreava os incríveis pães de mel da mamis, ela cansou.

Ela chegou ao extremo, porque logo ela, que sempre odiou o QUASE, está QUASE sendo taxada como a desempregada.

No almoço de domingo, a prima contou que ainda precisa encomendar os noivinhos do bolo para o casamento. (Caracas, vocês sabiam que os tais noivinhos valem R$
160.00?????)
Horas mais tarde, sentada em frente ao tão adorado carrinho de lanches do Nenê, ela propõe ao namorado:

- Já sei! vamos iniciar uma empresa? NOIVINHOS DE CASAMENTO BRUNANDO Me.
Fechou os olhos e imaginou o slogan na parede do Nenê:

O detalhe do seu casamento em nossas HANDS (uma idéia internacional)

É claro, que ele teve aquela mesma crise de riso que ele tem a cada dia que ela encontra uma idéia mais mirabolante, assim como aquela de anunciar no jornal:

Procura-se emprego:
Professora de inglês
Faxineira que fala inglês
Tradutora de inglês
lavo, passo e cozinho (ps. falo inglês)
Secretária bilíngue
Fotógrafa (com Inglês).